[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]

/b/ - Random

E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
Inserir
Opções
Senha (Para excluir arquivos.)
  • Arquivos maiores que 250x200 pixels serão redimensionados.
  • Tipo de arquivo permitido: jpg, jpeg, gif, png, webp, jfif, mp3, webm, mp4.
  • Tamanho máximo por arquivo: 7 MB com a dimensão máxima de 10000 x 10000.
  • Você pode fazer upload de 3 images/arquivos por post.
  • Embed válidos são: Youtube - Vimeo - Dailymotion - Soundcloud - Vocaroo.
  • 7 usuárias nesse tópico.

NÃO respondam aos homens. Revisem a Regra 1.

Veja o catálogo antes de fazer um tópico.

Por favor, leiam as regras! Atualização: 21/04/22

  [Catálogo]   [Voltar]   [Arquivo]   [Destaque]

File: 1720387510970.png  ( 63.62 KB , 1049x692 )   ImgOps /  Google /  Yandex

9ffaa   No.21313

Como as anãs veem a nova geração?

c2680   No.21316

Com inveja. Queria que a minha geração tivesse tido esse despertar quando tínhamos essa idade.

3f797   No.21317

>>21316
Se refere às políticas de inclusão e a aversão aos preconceitos?

0a659   No.21319

Eu morei ao lado de uma escola infantil por 20 anos e também estagiei em escolas e nunca houve uma geração tão burra e incompetente quanto a que nasceu entre 2010 e 2018. Ultimamente as mães vem diminuindo tempo de tela e voltando a dar uma educação mais autoritária. Mas essas crianças que nasceram nesse período e também incorporaram muito do comportamento de isolamento social da pandemia me dão medo.

3f797   No.21322

>>21319
O que faz as crianças dessa época mais burras que as de épocas anteriores? Você observa o mesmo efeito em crianças de 2004 a 2008?
>mães diminuindo tempo de tela
É verdade. Tenho um priminho de 8 anos e a mãe dele dizia que queria evitar expô-lo às telas. Ontem eu vi ele e ele estava jogando Fifa no celular, mas foi educado e conversou comigo ao invés de ficar jogando.

c2680   No.21323

File: 1720400487143.jpg  ( 112.65 KB , 766x536 )   ImgOps /  Google /  Yandex

>>21317
O despertar que me refiro é na questão do trabalho mesmo. A minha geração se deixava explorar muito fácil. A gente acreditava em mentiras das gerações anteriores, de que o certo é se sacrificar muito no trabalho que a recompensa virá. Não, ela não virá, não para todos, e não proporcional ao esforço. E a geração atual percebeu isso olhando para a minha. Quiet quitting é só uma das reações que têm surgido. Recusar cargos de liderança estressantes e que pagam pouco é outra. A revolta dessa garotada não é contra o trabalho, é contra a exploração.

ea4bd   No.21326

>>21323
Você enxerga essas coisas na vida real? No meu trabalho só tem um cara com menos de 25, e ele é o mais esforçado e que mais veste a camisa da empresa, os mais velhos é que são encostados, alguns porque até querem ser demitidos e sair com uma bolada depois de anos de casa.

De resto, só vejo gente jovem se matando em trabalho de app pra ganhar o mínimo ou encostado dependendo dos pais. Esses últimos podem não estar sendo explorados, mas não é por opção e isso não está fazendo bem pra cabeça deles.

aedd8   No.21327

File: 1720418228891.jpg  ( 58.96 KB , 658x601 )   ImgOps /  Google /  Yandex

Deixando de lado as questões específicas sobre mercado de trabalho, a gente precisa se atentar para a relação das crianças e adolescentes com seus celulares.

Sou professora estagiária e, puta merda, me surpreendo com crianças de 5 a 11 anos tendo tanto problema de concentração e demonstrando tanta falta de raciocínio lógico; e são alunos de escolas conceituadíssimas aqui no estado.
Há vezes em que eu dou de mão beijada a resposta de uma questão e os coitados ficam me encarando com cara de paisagem por longos segundos até entenderem o comando, e ainda conseguem errar.

Anãs que forem mães, irmãs, qualquer coisa que exerça autoridade em cima de uma criança, evitem conteúdos infantis repletos de estímulos ao máximo, isso faz um mal danado. E controlem o tempo de acesso à internet.
A mente das próximas gerações tá em risco e o trabalho dos professores, pior do que já era.

182e6   No.21346

Eu sou dessa nova geração, sinceramente não concordo com essas afirmações de especialistas. Não entendo a dor de gente mais velha com a galera da minha idade, só acho que, CLARAMENTE, é uma geração que faz o mínimo pra sobreviver. Falta de perspectiva de futuro é forte.



[Catálogo] [Voltar] [Enviar uma resposta]

Deletar Post [Arquivo] Arquivo
[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]