[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]

/b/ - Random

E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
Inserir
Options
Senha(Para excluir arquivos)
  • Files bigger than 250x200 pixels will be resized.
  • Allowed file types: jpg, jpeg, gif, png, webp, jfif, mp3, webm, mp4.
  • Maximum size per file: 7 MB with maximum dimension of 10000 x 10000.
  • You may upload 3 images/files per post
  • Valid embeds are: Youtube - Vimeo - Dailymotion - Soundcloud - Vocaroo - Bitchute - 

NÃO respondam aos homens. Revisem a Regra 1

  [Catálogo]   [Voltar]   [Arquivo]   [Featured]

File: 1641251754970.png (1.19 MB, 1280x720) ImgOps / Google / Yandex

5968c No.9220

Alguma de vocês já mudou de curso enquanto estava na faculdade? Como foi? Se arrependeu? Estou fazendo engenharia e cada vez mais estou pensando sobre mudar para ciência da computação, não que eu não goste do meu curso, mas eu me sinto muito mais disposta quando estou programando e não fui fazer CC de primeira porque meus pais sempre disseram que não me sustentariam para fazer um curso desses kek! eles não tem noção de como é o mercado de trabalho de programaria anãs, então convencer eles que o curso é bom é impossível

a3913 No.9222

Eu fazia design. Acho que minha situação era como a sua, biologia sempre foi minha primeira opção mas fui pro design que era segunda por pressão. Eu fiz um ano de design e eu me sentia horrível, quer dizer, eu conheci muita gente bacana e amigos que trago comigo até hoje mas nossa, biologia é tudo pra mim, é o amor da minha vida. No primeiro ano, já no primeiro semestre eu tive certeza que escolhi o certo ao trocar. Confia no seu coração, Anã. Quem sabe o que é o certo é você afinal essa é a sua vida e você quem vai ter que trabalhar com nessa área.

Mostra pros seus pais as opções de emprego, os salários dessa área, tenta pesquisar a fundo e eles eventualmente vai entender.

a3913 No.9223

>>9222
>vão*
fix'd

214d8 No.9225

Qual é a sua engenharia, OPéia?

Eu sou engenheira mecânica e estou aprendendo a programar depois de formada. Mesmo assim, você pode pegar um estágio em programarias, terminar seu curso de engenharia e seguir sua carreira como programadora.

Eu diria que você pode até ser mais valorizada se for engenheira de verdade e programadora também. Especialmente se for engenharia elétrica. Pra engenharia mecânica é bem na parte de automação e integração de sistemas mecânicos, eletrônicos e aplicativos que sua formação pode vir a calhar também. Engenheiros em geral são muito inclusos, certamente será um elemento a mais na sua carreira. Em menos de 10 anos vão começar a misturar as engenharias com programação de uma forma mais densa. E tendo em vista que ser só programadora jamais te fará ter um topo de carreira, eu não indicaria que você mudasse de curso.


Also:
<mudar de curso
Sim, eu mudei de curso. Você irá perder tempo. Se a mudança de curso é importante pra você, então faça. Mas uma observação pessoal minhas seria a seguinte: engenharia de verdade é uma área de especialização, regulamentada, usualmente estrita e exclusivista. Isso normalmente te dá vantagens em termos de carreira, salários e possibilidades, além de conforto futuro na sua vida profissional. Enquanto computação é um mercado generalista e completamente desregulamentado. Não haverão normas pra te proteger e qualquer pessoa irá tomar seu espaço. Não vejo motivos pra você trocar um curso pelo outro. Se você tiver o seu ciclo básico de engenharia você terá boa parte da formação teórica necessária pra quem fez CC, se não ainda mais densa. Se com tudo isso você tiver seguido carreira como programadora você provavelmente terá todo o resto da formação que você precisa. E ainda será uma profissional de alto desempenho.

Eu pessoalmente não vejo motivos para mudar de curso. Mas quem sou eu pra definir o que é bom pra você, OPéia. Estou aqui pra te apoiar. E se é mudar de curso que você quer, então mude.

94624 No.9228

>>9225
Engenharia mecânica é horrível para arranjar emprego, perdi boa parte da minha vida tentando. Nunca arranjei e olha que me formei em 2011, é horrível.

214d8 No.9236

>>9228
Quem sou eu pra dizer o que uma pessoa formada dez anos atrás deve fazer com a carreira, né, anã. Mas você teve quem te orientasse na sua carreira? Porque eu fui orientada. E não comecei na mecânica, mudei de curso por ter ido pra uma empresa que era da área da mecânica mesmo. Além de ser uma área-nicho específica.

E foi como eu disse ali acima: ao meu ver, é uma área de especialização e exclusivismo. Logo após me formar, ainda me especializei em automação. E agora estou focada em programarias. Todas essas áreas fazem parte do que eu posso desenvolver na empresa, que não é grande demais. E não é só fazer curso que resolve a vida da gente. Muita gente que faz um monte de cursos, chega na empresa com diploma da faculdade e do SENAI, que é respeitável, sim. E mesmo assim não dá conta de entregar o que a empresa precisa. Então, ter softskills é importante, saber ser colega, saber se encaixar no time, ser humilde (demais) e aceitar ganhar mal, fazem parte necessária do seu início de carreira. Isso pra um mercado nicho e pequeno.

Agora, se você quiser encarar um mercado automobilístico, por exemplo, só com uma graduação e algum curso do SENAI, sem experiência nenhuma, te desejo boa sorte. Porque acho que não consegue mesmo não.

94624 No.9242

>>9236
Já morei em SP em buscas de vagas, não consegui, já rodei o Brasil inteiro e não consegui. Sinceramente? Tranquei minha faculdade de Medicina pensando que Engenharia iria me dar algo, pior coisa que já fiz na minha vida.
Quando ainda estava na faculdade, não arranjava estágio em lugar nenhum e sempre me diziam "Estágio é meio difícil mesmo", e não, não tive ninguém para me auxiliar, só para me foder mesmo.
Não sou inútil, sei sim me comportar no trabalho e sou educada até DEMAIS. O problema mesmo é que para arranjar emprego tem que ser de algum clubinho secreto, porque não é possível, e olha que eu ando sempre inovando.
Provavelmente você é recém-formada, mas vou te orientar o que aconteceu naquela época. Todo mundo que fazia Engenharia ficava "rico" e muita gente viu uma oportunidade naquilo, ou seja, o mercado quebrou. Um dia isso vai acontecer com Direito, Medicina e todo tipo de curso que anda "enriquecendo" hoje em dia. É minha experiência.

c92d5 No.9243

Talvez se você conseguir mostrar a quantidade de vagas disponíveis, ou algum relato de alguém que se deu bem na computação, você consiga fazer seus pais aceitarem de boa.

Foi isso que eu fiz, minha mãe não aceitava de jeito nenhum, na cabeça dela sobrava medicina, direito ou alguma engenharia tradicional estilo civil ou elétrica pra mim. Hoje em dia ela me incentiva bastante na computação.

Mas lembre que programação você não precisa cursar uma faculdade para entrar na área, caso seus pais não deixem você estuda e vai fazendo projetos por conta própria até conseguir entrar no mercado.

É mais difícil? Sim. Mas longe de ser impossível. Acho que dos meus colegas de trabalho (sou dev jr), considerável parte do time é sem curso superior na área.

4070f No.9245

Sim!
Troquei de Jogos Digitais em uma faculdade privada para Ciência da Computação em uma faculdade pública.
Nunca me senti tão bem.
Mas cuidado pra não ficar trocando de curso igual maluca, já que todo curso tem partes merdas (disciplina de empreendedorismo é um meme total).

c92d5 No.9246

>>9245
Sempre fiquei curiosa sobre esse curso, como era a grade? O curso era ruim ou bom?

4070f No.9247

>>9246
Jogos Digitais?
Eu achava uma bosta.
As disciplinas de programação eram uma merda e não ensinavam boas práticas. O professor ficou muito surpreso quando apliquei práticas de clean code de "funções devem ter no máximo 4 linhas" e "nomes pequenos para variáveis com escopos pequenos, nomes grandes para variáveis com escopos grandes. Nomes grandes para funções com escopos pequenos, nomes pequenos para funções com escopos grandes.".
Tinha muita disciplina focada em arte também, mais do que deveria.
Na minha opinião, esse curso deveria ser separado em três: Artes e Design para Jogos Digitais, Música e Efeitos Sonoros para Jogos Digitais e Programação para Jogos Digitais, sendo 3 cursos de pós-graduação especialização lato sensu.
O formando de Jogos Digitais acaba saindo um generalista muito porco em todas as áreas.

87778 No.9327

File: 1641811063646.jpg (13.21 KB, 400x400) ImgOps / Google / Yandex

>>9247
É justamente um curso introdutório, anã. Você não pode sair de lá achando que vai ser um jack of all trades e exercendo literalmente tudo isso na vida profissional, a não ser que seja indie e não tenha ninguém com quem contar.
O objetivo é entrar, entender como funciona desenvolvimento de jogos e escolher uma área que mais te apetece, dividir em 3 não dá certo porque muita gente entra sem nunca ter tido contato ALGUM com computarias. Você que cometeu o erro de escolher algo entry-level achando que ia sair especializada, e ainda quer culpar alguém sendo arrogante por não pertencer ao público alvo do curso.

b20cc No.9337

>>9327
Mas era um bacharelado, como isso é pra ser introdutório?

87778 No.9338

>>9337
Tem outros cursos com a mesma duração que só cobrem superficialmente, na própria área de T.I, como sistemas de informação.

b20cc No.9342

>>9338
O curso em si não define profundidade, o grau sim.
Tecnólogo ou bacharelado, né.
Fiz bacharelado em jogos digitais, é bem mais aprofundado que um tecnólogo em jogos digitais.

87778 No.9344

File: 1641862126900.png (272.01 KB, 750x422) ImgOps / Google / Yandex

>>9342
Ainda não acho que é um problema tão grande como citou, anã. Porque considerando o "caminho" mais comum que tomam quando entram em algo assim, realmente é necessário mostrar todas as áreas do desenvolvimento pra que os estudantes que até então nunca tiveram nenhum contato, possam descobrir sua vocação/afinidade. Eu assumo que a maioria entra nisso porque "gosta de joguinhos e seria legal trabalhar com isso", mas nunca realmente desenharam orientados a isso, ou codaram na vida, ou qualquer outra atividade do tipo.

E eu acho que pra industria em si é bom entrar numa equipe já sabendo mesmo que superficialmente como o trabalho do seu colega funciona, pra você preparar a sua parte de maneira que melhor acolhe/encaixa com a parte do outro. Até porque a maioria vai se formar e trabalhar em projetos independentes.
Os que já tiveram contato ou têm um pouco de interesse em alguma das áreas relacionadas ao desenvolvimento de joguinhos, provavelmente devem ir direto aos cursos especializados naquilo que eles querem, como a anã que foi pra CC.

Eles só pecam em tornar isso um bacharelado, mas provavelmente também é algo necessário, considerando que muita gente deve ignorar técnicos porque "o ideal é fazer facool".

b20cc No.9345

>>9344
Entendo, mas a formação realmente deixa a desejar, a maioria dos meus colegas e amigos já desenhava, mas os que não desenhavam saíram sem bagagem artística, nem sonora, nem de código. Saíram "jack-of-all-trades" mesmo. Enfim, ainda acho o curso bem pescaria.

Also, cuidado com técnico com tecnólogo, tecnólogo é nível superior, técnico é nível médio.

Eu sou a anã que foi pra CC.

87778 No.9346

>>9345
>mas os que não desenhavam saíram sem bagagem artística, nem sonora, nem de código
Não chegaram criar interesse por nenhuma das áreas?

b8907 No.9349

>>9346
O ponto não é o interesse, anã.
O ponto é que o curso era meio zoado, e ainda ser pago, é complicado você sair do curso meio generalista desse jeito, sabe?

b5ea0 No.9361

>>9349
Não sou a anã quotada mas todos os cursos de graduação não são assim? Não sei se você chegou a ter contato com outras áreas, mas do que eu conheço a faculdade sempre vai te ensinar de tudo um pouco e se você quiser deve ir atrás de atividades extracurriculares sobre o tópico que se interessou.

b7934 No.9399

File: 1642178236765.jpg (35.17 KB, 1275x801) ImgOps / Google / Yandex

Qual a sua idade, anã? Eu não fiz CC e sim ADS. No começo meus pais achavam que era pescaria, mas aí com 1 ano de curso eu consegui um estágio. Depois de 1 ano fazendo estágio conseguir ser efetivada. Hoje estou ganhando relativamente bem, até mais do que meus próprios pais, kek!
Minha sorte foi que eu consegui bolsa do ProUni. Estudava à noite e durante o dia trabalhava de Garçonete, o que me fudeu foi o cuvid que fechou quase tudo e não tinha experiência com outros trabalhos. Aí precisei ser 'sustentada' por eles enquanto não arrumava alguma coisa pra fazer.
Fale mais sobre sua situação. Estuda em Federal ou são seus pais que pagam tudo? Qual a sua idade? Já pensou em trabalhar?

a8fee No.9400

>>9361
Deixe-me explicar um pouco melhor.
Não seria mais fácil fazer um curso de Design e estudar design de jogos por meio de atividades extracurriculares como você mesma falou do que fazer um curso de jogos direto?
Não seria mais fácil cursar música e estudar composição para jogos por meio de atividades extracurriculares do que fazer um curso de jogos?
Não seria mais fácil fazer ciência da computação e depois estudar desenvolvimento de engines e algoritmos para jogos por meio atividades extracurriculares do que fazer um curso de jogos?
Você tá me entendendo?
Ë que você não viu os TCCs dessa galera, mas era um mais bugado que o outro, e o código então, um espaguete inteiro.
Sim, jogos podem ser super artísticos e lindos, mas ainda são um pedaço de software, e pedaços de software precisam ser bem escritos, com boas técnicas.

a8fee No.9401

>>9400
>É que você não
Fix'd.

5968c No.9484

>>9400
Anã, estou te falando que isso acontece em diversos cursos de graduação, exatamente por isso existe graduação e pós. Agora, se o curso não sabe fazer isso direito é outros 500. Não necessariamente o curso é ruim por ser generalista, ele é ruim por ter baixa qualidade na matriz curricular, etc.

77143 No.9517

>>9484
O que eu estou falando é:
Se você soubesse o que eu sei, tivesse frequentado às disciplinas que frequentei, você também iria preferir, às cegas, um bacharel em ciência da computação à um tecnólogo em jogos digitais para programar o seu jogo.
Deu, já falei demais aqui. Até.

60a21 No.9518

>>9517
Anãzinha, compartilhe seu conhecimento conosco, quero adentrar no mundo das programarias e preciso da ajuda de vocês:3

77143 No.9522

>>9518
Claro.
Quer começar? Já programou algo na vida? Qual área quer atuar? Pretende fazer faculdade?

60a21 No.9524

>>9522
Quero. Já tive contato com a linguagem C e Java. Sobre a área, quero trabalhar com back-end. Pretendo fazer faculdade de ciência da computação. Bom dia!

e1a70 No.9528

>>9524
Back-end você diz web, certo?
Pra arrumar emprego rápido e fácil é JavaScript, sem mais.
Aprenda JavaScript, depois Node e boa sorte.
Também seria bom aprender PHP e depois Laravel, ainda tem bastante mercado pra essa linguagem.
Isso é o mais mainstream, você pode depois aprender Ruby e Ruby on Rails que paga muito bem, Golang, Python e outras mais linguagens e frameworks.
Como você já mexeu com Java, tem o Spring que é uma framework Java para web, talvez você se sinta mais confortável usando ela.
Claro, HTML5 e CSS3 eu não preciso nem falar, né? Indispensável pra web. Além de SQL, aprender a mexer nos bancos mais populares (MySQL, PostgreSQL) e tals, o famoso CRUD.
Não sou webdev então infelizmente não posso ajudar muito, mas acho que o básico é isso.

60a21 No.9529

>>9528
Muito obrigada, anãzinha!:3

d9a3a No.9540

Não, mas já mudei de curso num IF, serve?



[Catálogo] [Voltar][Post a Reply]

Deletar Mensagem [ ]
[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]