[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]

/escoria/ - Escória

A board pra chorar no ombro das anãs e desabafar seus problemas.
E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
Inserir
Opções
Senha (Para excluir arquivos.)
  • Arquivos maiores que 250x200 pixels serão redimensionados.
  • Tipo de arquivo permitido: jpg, jpeg, gif, png, webp, jfif, mp3, webm, mp4.
  • Tamanho máximo por arquivo: 7 MB com a dimensão máxima de10000 x 10000.
  • Você pode fazer upload de 3 images/arquivos por post.
  • Embed válidos são: Youtube - Vimeo - Dailymotion - Soundcloud - Vocaroo.
  • 15 usuárias nesse tópico.

NÃO respondam aos homens. Revisem a Regra 1.

Veja o catálogo antes de fazer um tópico.

Por favor, leiam as regras! Atualização: 21/04/22

  [Catálogo]   [Voltar]   [Arquivo]   [Destaque]

File: 1712007770914.jpg  ( 69.54 KB , 720x458 )   ImgOps /  Google /  Yandex

5c32c   No.5552

Anãs, como vocês fazem pra lidar com a falta de interesse e demonstração de afeto em um relacionamento com o passar do tempo?

Em todas as minhas experiências românticas, acontecia de quanto mais carinhosa eu ficava, menos o meu namorado fazia esforço pra ser carinhoso e continuar fazendo elogios excessivos como era antes do relacionamento. Tem cura isso aí ou é melhor sentar e aceitar a realidade?

7f6e5   No.5553

Acho que é evento canonico anã, pra mim sempre foi assim também. Como alguém que é 100% de contato físico e carinho, é, é um negocio que dói.

6c385   No.5554

Quando o prazer vem fácil não é necessário fazer esforço. Ironicamente, os suínos acusariam esse de ser um comportamento feminino, mas é uma condição natural da mente humana. Homem também não gosta de betagem, se acomodam e se entediam. A gratificação é maior na proporção inversa da disponibilidade em que o estímulo prazeroso se manifesta. O que eu quero dizer? Aprenda a fazer cu doce. Oscile entre períodos de carinho e períodos de frieza, e recompense os bons comportamentos do seu macho com afeto amoroso, de forma a condicioná-lo a repetir tais comportamentos desejados em busca desse estímulo.

1c70f   No.5555

Meu problema é exatamente o contrário, não sei como lidar com a cobrança de demonstração de afeto. Aos poucos estou percebendo que relacionamento não é para mim.

2563c   No.5556

>menos o meu namorado fazia esforço pra ser carinhoso e continuar fazendo elogios excessivos
>continuar fazendo elogios excessivos
Você é borderline, OPéia?

5c8f5   No.5557

File: 1712959967796.jpg  ( 34.98 KB , 300x300 )   ImgOps /  Google /  Yandex

Como a outra anã falou, infelizmente é um evento canônico…

Meu ex marido passava o dia inteiro mandando fotos dele fazendo careta, sendo divertido, chegando em casa e me dando carinho de um jeito genuíno, retribuia devolta porque sempre tive essa linguagem de afeto, tempo de qualidade e contato fisico(não necessariamente sexo). Lembrei disso horas mais cedo quando eu fui baixar os arquivos da galeria e só via foto dele de dias diferentes mandando caretas do trabalho. Sinto demais falta desses dias.

Nos últimos meses ele foi ficando mais distante, o tempo que ele passava comigo parecia mais sendo por obrigação, ele passou a vir apenas quando chamava, frequência de sexo baixou de um jeito que eu que mal tenho libido passei a sentir falta para caralho, não porque sou fogosa e sim porque o afeto dele comigo ate nessas coisas intimas de casal(e que em geral, a grande maioria dos homens não gosta de ficar sem) ele não estava sentindo mais falta.
Em dezembro tivemos uma discussão por causa desses motivos, eu não soube lidar bem e surtei porque ele estava me tratando mais como uma amiga e colega de casa que sua namorada. Pensei que ele parou de me amar, que estava fingindo porque era conveniente para ele(morávamos e pagávamos aluguel junto), arruinou um pouco nosso natal, mas tudo se resolveu e ficamos bem, ate aumentou um pouco a procura de sexo por parte dele.

Até que 3 meses depois, mais especificadamente a umas 3-4 semanas, ele estava parecendo um bicho apático , distante e não querendo contato comigo, virou para mim numa manhã de domingo e eu muito triste por ele estar naquela situação, falou que queria passar tempo na casa da mãe, e uma semana depois terminou comigo por ligação.

>primeiro relacionamento de ambos, e primeiras vezes tho

>dificilmente brigamos
>ele me trouxe de outra cidade pra morar com ele
>5 dias antes de sair de casa, ele tava cuidando de mim com atestado
>animado com algumas coisas, depois desmentiu falando que estava fingindo estar animado
>falou que ama nossos animais, mas não me ama mais

Não acredito mais em relacionamento desde então, quem me garante que a pessoa que moveu mundos e fundos por mim poucos anos depois vai me largar absolutamente do nada. Agora tenho que morar de favor em casa de tia de amigo que por sorte me acolheram.

Se seu namorado ou namorido está com você por muitos anos e te trata como uma rainha, anãs, valorizem esse cara. Não sejam presunçosas ou orgulhosas, devolvam sempre esse amor pois é raro.

pode ser que ele esteja lendo isso, já que ele lurka as vezes kek(A USUÁRIA FOI CONVIDADA A SE RETIRAR DA COZINHA.)
Motivo: Panelagem
Duração: permanente

fbb0b   No.5558

>>5557
Relacionamentos hoje começam pelo sexo, são arrastados pela conveniência e terminam pelo sexo. Antes de começar algo precisa se imaginar casando, tendo filhos, cuidando dele e um futuro juntos para filtrar bem porque eles só enxergam "nossa, um rabo de saia, quero comê", vão dizer e prometer de tudo, nisso quando retribui é mil maravilhas por causa do brinquedo novo, mas assim que passa a novidade vira algo descartável. É óbvio que o relacionamento vai esfriar, mas se há carinho e um objetivo comum fica fácil reviver o sexo saindo da rotina. Sinto muito, mas é culpa por se envolver com paneleiro e ainda por cima se mudar pra morar com ele. Se fosse um homem qualquer seria compreensível, mas paneleiro? Paneleiro não dá, é igual quem se envolve com bandido e acha que com ela vai ser diferente.

fbb0b   No.5559

>>5558
Also, paneleiros são odiados em chans por um bom motivo. Fico pensando o que passa pela cabeça dessas menininhas de dar trela para paneleiros.

5c8f5   No.5560

>>5558
Nunca começou pelo sexo, pois webnamoravamos por 7-8 meses antes da gente se ver pessoalmente. O papo sempre foi muito bacana e a convivência também durante esse tempo.

Não tínhamos vontade de ter filhos nem casar tho. Se os patrões da minha sogra são milhonários e enriqueceram desde quando eram classe media e estão juntos a quase 20 anos sem se casar e ter filhos(um dia sentaram e conversaram se iam querer ter filhos ou viajar, escolheram se aventurar por todos os lugares do mundo e são felizes até hoje), nos também podemos. Como a convivência era muito boa mesmo, imaginávamos nos velhinhos juntos ;(. Ledo engano.

>paneleiro e ainda por cima se mudar pra morar com ele

Quem era a paneleira from cancro era eu hue. Ele ja lurkava a alguns anos, isso na época.

5c8f5   No.5561

File: 1712968186011.jpg  ( 54.65 KB , 720x710 )   ImgOps /  Google /  Yandex

>>5560
Foi uma das trocentas coisas boas que tínhamos em comum tho, eramos anão e anã. Como sabemos de cultura channer, animemigo, gostamos das mesmas serie de jogos, ambos ilutradores, víamos as vtubas, visão de mundo similar e linguagens similares, ele era um palhacinho que gostava de cantarolar musicas improvisadas a convivência era ótima e bem divertida. Infelizmente essa pessoa morreu e acredito que não irei encontrar alguém similar :(

214ef   No.5562

>>5557
Como eu sou paneleira sendo que não tenho mais nenhuma rede social a alguns anos já o cacetakkkkk.

Certeza absoluta que devo lurkar mais tempo que metade da userbase do caravela.

8e4fa   No.5563

File: 1713062295846.png  ( 1.46 MB , 736x981 )   ImgOps /  Google /  Yandex

>>5561
Vivo exatamente o mesmo. Tinhamos uma bela amizade, eramos como o oposto do sexo um do outro, nos entendiamos como almas gêmeas, eram gargalhadas por hora por qualquer motivo bobo, aquela ansiedade, palpitação, frio na barriga para se encontrar toda vez e ficar gaguejando pessoalmente pois tinhamos respeito, timidez e carinho um pelo outro.

A realidade agora: Morando juntos numa casa, praticamente casados, sem sexo a meses, sem beijar na boca, dando selinhos de Oi e Tchau. Sinto como se tivesse apenas um amigo - um conhecido morando comigo - não existe mais paixão e ele não se preocupa mais em ser o mesmo cara. Virou um NPC sem personalidade.

E se eu reclamo com ele sou a histérica, a maluca, a infeliz…pois, na cabeça dele tudo está perfeito e ele me ama.

Não aguento mais viver isso, mas a pressão social de estar morando junto e casada com ele e do nada terminar, minha familia e os familiares dele me julgariam demais e eu sou muito cadelinha de atenção e aprovação dos meus pais.

Primeiro namoradinho - minha familia acha que ele é perfeito - mas não sabem a infelicidade que sinto. E se eu reclamar, vão ficar do lado dele, pois diriam: você é mulher, você é casada, isso é a vida, engole e aceita.

Eu odeio a realidade nua e crua do ser masculino e do relacionamento hétero. Queria viver sozinha com meus hobbies ou viver rodeada apenas de garotas.

6c385   No.5564

>>5563
Vocês ficam muito tempo fora de casa? O que ele faz durante o dia? Não vejo como pode haver essa frieza toda se vocês passam boa parte do dia na mesma casa.
Olha, na melhor das hipóteses, ele pode só estar cansado do cotidiano e do trabalho e ter ficado letárgico pela monotoniedade cansativa da vida, o que pode estar afetando diretamente o relacionamento de vocês. Na pior das hipóteses, ele realmente se cansou de você. Nesse caso acho que não tem muito o que fazer se não terminar.

7a234   No.5565

>>5554
Falou tudo anã, está certíssima!
As vezes passo por essa situação de não receber carinho do meu namorado como gostaria.
Ironicamente muitas vezes tratar ele com um pouco mais de frieza faz ele ficar mais carinhoso comigo. Comigo funciona conversar sobre e falar como me sinto quando ele demonstra desinteresse. Aliado a isso, quando ele é romântico eu sempre elogio as atitudes que gosto para criar um reforço positivo.
Funciona para mim, acho que poderia tentar também.

877c6   No.5566

>>5563
Estou na mesma situação. Depois de 6 anos de relacionamento e 3 morando junto, só dou selinho no meu marido. Eu mudei de carreira por burnout e agora estou estudando computação e fazia estágio em uma multinacional, mas tive que sair, pois mudamos para o interior. Agora eu só estudo EAD, numa cidade que eu não tenho amigos, ninguém, só ele. Ele trabalha home office e tem um cargo bem alto, então não me falta quase nada e tenho empregada, minha única preocupação é estudar e dar atenção aos gatos, mas eu não consigo mais nem estudar pensando na falta de carinho e de sexo.
Falando com a minha terapeuta, eu insisti mais uma vez em conversar com ele, de que eu sinto falta de ser paquerada por ele, que me excita a gente se desejar e ele falar isso pra mim durante o dia, que eu não consigo fazer sexo do nada, mas que eu ainda tenho muita vontade. O que ele fez? Me acordou no outro dia do nada, ficou tentando me fazer gozar com pressa, depois que ele conseguiu ele colocou a roupa e faz uma cara de "serviço feito".
Antes de conhecer meu marido, eu ficava com um cara que era tão anormal de bonito, que eu não conseguia falar com ele. Eu batatava demais. Mas por um milagre acabamos fazendo sexo e foi o melhor da minha vida, só que era só isso também. Mas a minha insegurança fez eu me afastar dele. E agora eu não paro de pensar nele, to obcecada. Ta me dando um pouco de forças para voltar a ter o corpo que eu tinha, essa paixonite idiota. Coloquei um limite de 1 ano pra mudar minha vida e sair disso se não melhorar.

a32db   No.5567

File: 1715035353538.jpg  ( 17.8 KB , 229x250 )   ImgOps /  Google /  Yandex

>>5566
>Antes de conhecer meu marido, eu ficava com um cara que era tão anormal de bonito, que eu não conseguia falar com ele. Eu batatava demais. Mas por um milagre acabamos fazendo sexo e foi o melhor da minha vida, só que era só isso também. Mas a minha insegurança fez eu me afastar dele. E agora eu não paro de pensar nele, to obcecada. Ta me dando um pouco de forças para voltar a ter o corpo que eu tinha, essa paixonite idiota. Coloquei um limite de 1 ano pra mudar minha vida e sair disso se não melhorar.
Vagab….

877c6   No.5568

>>5567
Ué, eu não posso fantasiar com um cara que eu fiquei estando em um relacionamento sem carinho?

a32db   No.5569

File: 1715038149023.jpg  ( 40.12 KB , 451x604 )   ImgOps /  Google /  Yandex

>>5568
A forma como você descreveu expõe sua natureza verminosa. Vai começar a se cuidar agora pensando no outro cara? Por que não fez isso antes pelo seu homem? Só quer colocar a culpa nele mas nunca parou pra pensar que deixaram de desejar um ao outro porque ficaram acomodados, gordos e feios? Mulherzinha sem valor, não consegue se ancorar no fato de ter em casa um homem que ama e lhe dá vida confortável para mudar e deixar de ser uma gorda retida acomodada, não, precisa da memória do outro cafajeste que nada quis com você. Valha-me Deus, ainda reclama quando falo…

877c6   No.5570

>>5569
Vai começar a se cuidar agora pensando no outro cara?
>sim, lide.

Se eu não tivesse tentando salvar meu casamento eu não estaria fazendo terapia, tentando conversar com meu marido e tentando fazer a vida dele a mais leve possível. O esforço tem que vir de ambos os lados. Eu não penso em correr atrás do outro cara, ainda mais casada. Mas é bom lembrar o que eu fui e por quem eu era desejada.
Eu to sempre agradando meu marido, mimando em qualquer situação que eu consigo. Eu que vou atrás de todos os programas a dois, vou atrás de coisas do interesse dele pra manter ele bem e entretido. Marco todas as consultas médicas, exames, vou atrás de remédios, lido com os empregados e as questões domésticas(Ele odeia ter que lidar com isso). O conforto que ele me da também é recíproco, uma vez que ele só tem que se preocupar em trabalhar. E mesmo assim, ele não se cuida e não me da atenção. Mas fala que não quer separar de mim por nada.

Pau no cu do seu deus.

a32db   No.5571

>>5570
Cadela maldita. Você merece estar onde está.

0d410   No.5572

>>5570
Seu marido merecia uma esposa melhor.

64572   No.5573

File: 1715136392298.jpg  ( 177.79 KB , 1024x768 )   ImgOps /  Google /  Yandex

Esses tipos de relatos não são o suficiente para abalar meu relacionamento, mas com certeza me deixam assustada para um caramba, ainda mais por eu ser uma mulher jovem e iniciante na vida adulta.

Tenho um namoro recente com um rapaz muito adorável e divertido, meu primeiro namoradinho e único. Sempre mantemos diálogo e ajudamos um ao outro a crescer como pessoa, é meu melhor amigo e nunca deixa de se mostrar interessado e apaixonado por mim. Não consigo sequer imaginar largar ele sem querer vomitar e chorar. Queremos levar isso seriamente e já possuímos planos juntos para construirmos nossas carreiras e nos casarmos. Mas sempre sinto esse medo de que um dia ele deixe de me desejar ou que não me enxergue mais como antes, prefiro morrer do que permitir que ele me trate de jeito tão frio e mecânico assim.

Odeio como há uma grande falta de companheirismo, consideração e comunicação em boa parte dos casais que conheci, e acho que é isso que molda meus medos porque ele jamais me trataria faltando algum dos três. Não quero virar uma escrava do lar e muito menos subalterna no meu próprio espaço seguro. Quero ser escutada e amada, e quero também escutar e amar meu namorado com toda a força do mundo. Quero me esforçar para isso dar certo, não importa o quanto possa ser desafiador.

Será que é possível viver esse cenário de romance, mesmo com tantas anãs e pessoas próximas dizendo o contrário?

dea62   No.5574

>>5573
Olha amiga, isso ai é receita para prejudicar o próprio casamento. Não se entupa de ansiedades dessa forma, como se qualquer coisinha fosse acabar com o relacionamento ou como o término fosse algo que está ali te assombrando. Só faça o que é certo e trabalhe para construir um relacionamento de qualidade, o próprio medo e insegurança pode te levar a estragar o relacionamento.

dea62   No.5575

>>5573
Mais uma coisa, as vezes vocês podem ter fases ruins, mas não quer dizer que o relacionamento acabou, se faltar comunicação, companheirismo ou consideração, se comunique e resolva, se não funcionar e não tiver um motivo temporário como foco no trabalho, é outros 500. Also, você não conhece seu namorado tão bem, se você é recentede menos de dois anos, se prepare para encontrar coisa que não gosta e deixe ele encontrar coisas que ele não goste, sem drama.



[Catálogo] [Voltar] [Enviar uma resposta]

Deletar Post [Arquivo] Arquivo
[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]