[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]

/escoria/ - Escória

A board pra chorar no ombro das anãs e desabafar seus problemas.
E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
Inserir
Options
Senha(Para excluir arquivos)
  • Allowed file types:jpg, jpeg, gif, png, webp, jfif, mp3, webm, mp4
  • Max filesize is 7 MB.
  • Max image dimensions are 10000 x 10000.
  • You may upload 3 per post.

NÃO respondam aos homens. Revisem a Regra 1

  [Catálogo]   [Voltar]   [Arquivo]   [Featured]

File: 1635249680489.jpeg (42,42 KB, 720x725) ImgOps / Google / Yandex

6f22f No.838

Anãs, preciso da opinião de vocês. Recentemente comecei a trabalhar como SAC em uma empresa. No meu terceiro dia atendendo, um mocinho ligou pra lá e ele foi muito gentil comigo, educado, riu de uma piadinha que eu fiz, e quando a ligação acabou eu fiquei triste porque peguei um fascínio só por ouvir a voz dele. Então puxei os dados dele no sistema da empresa, já que ele é cliente, e encontrei as redes sociais do mocinho, mesmo que isso possa me fazer perder meu emprego. Conversei com ele por umas duas semanas e temos bastante em comum! Inclusive vamos nos encontrar no final de semana para andar. Mas o coitadinho não faz ideia de que eu já o conheço e já nos falamos, eu não contei. Comentei com umas amigas minhas do que fiz e elas me chamaram de louca e psicopata, me apoiaram mas me disseram que sou doente e que isso não é normal e que não era pra eu contar pra ele nunca. Fode não, é tão ruim assim oque eu fiz? Eu acho compreensível a minha motivação, eu não tenho más intenções com ele. De qualquer forma, já marcamos de nos ver, então foda-se HAHHAHA. Mas oque vocês pensam sobre isso? Não sou doida, não é? Mas se eu for, eu não ligo também. Fode sim!

f3215 No.840

É um pouco esquisito, mas acho que você deveria ter contado para ele logo de cara, talvez ele sentisse mais interesse ainda por provavelmente já ter gostado de você na ligação. De qualquer forma, ainda acho você deveria contar, pessoalmente deve ser menos pior, não sei. Como ele é? É danificadinho? Você acha que ele ficaria assustado com isso?

6f22f No.841

>>840
Eu fiquei receosa de contar de cara por medo dele endoidecer e contatar minha empresa e eu ser demitida, ainda estou em período de experiência. Ele é legal demais, parece meio danificado sim mas parece levar de boa a vida normal sem muitos problemas, apesar de rir de coisas meio "duvidosas". Meu plano era não contar até o dado momento em que estivermos namorando/casados/velhinhos, porque aí ele já teria se acostumado comigo e talvez não acharia tão esquisito. Mas eu não sei. Fiquei pensativa quando falaram que oque fiz foi estranho, porque eu realmente não tinha visto dessa forma, fui olhar com esses olhos após me alertarem.

6eadb No.848

Olha, anã. Eu não te conheço. Não sei que tipo de pessoa você é, mas posso te dizer que eu também já fui assim. A diferença maior sua, é que você tem em mãos uma ferramenta de espionagem. Kek.

Se você quiser, podemos combinar no /lit/, pra um outro dia em que eu estiver com tempo pra te apresentar algumas "leituras" (são audiolivros), pra você começar a entender a "mecânica" de algumas relações na vida. Eu já tentei ter muitos relacionamentos. E eu já controlei minha sociopatia demais nessa vida. Querendo, ou não, aprendi isso tendo que lidar diretamente com psicopata que realmente bate e até mata, dentro da minha "então" família. E eu te digo que se eu pudesse, e tivesse tido o empenho e a oportunidade de escolher meu parceiro, conhecendo ele profundamente, com precisão e controle sobre ele, eu já teria feito. Como já tentei fazer várias vezes. E eu sempre termino deixando a pessoa que eu foco assim na merda. Psicopatia e sociopatia, são o equivalente ao ditado sobre o abismo: você olha pra dentro do abismo, mas o abismo olha pra dentro de você. É sim um caminho sem volta. E é sim importante que você aprenda a não só controlar, como desenhar o resultado da sua capacidade de manipular, controlar e articular situações e resultados de pessoas.

Tem gente que pratica por natureza, eu pratico porque aprendi na teoria e a minha teoria impunha a necessidade da prática. E é isso que posso te passar no /lit/. E não é brincadeira. Eu já tive que achar minha fodendo mãe, ensanguentada, no meio de uma rua, largada lá como lixo, pra eu aprender. E eu aprendi, mantive a sanidade, nunca fiz nada ilegal e estou progredindo na vida até hoje. Eu e ela. Faz mais de dez anos já. A coisa é real.

Mas enfim. Seja legal com ele. A coisa que eu aprendi com esses manuais sobre manipular e controlar até mesmo o pior dos psicopatas foi: O estado da arte de dominar isso, é ser uma pessoa melhor, amada, legal, e talentosa, para si mesma e para todo mundo. Um bom relacionamento pode mudar sua vida de formas que você jamais poderia imaginar, OPéia.

O meu apoio você tem. E tente ser consequente, por favor.

6eadb No.849

>>848
E digo mais: Você me inspirou. Kek.

O dia que eu for me casar pra valer, vou fiscalizar o filho da puta por completo no meu cadastro do Serasa. Kek.

75aab No.850

>>848
>Eu já tive que achar minha fodendo mãe, ensanguentada, no meio de uma rua, largada lá como lixo, pra eu aprender
Como assim, anã? Fala mais disso aí.

45cc9 No.852

Eu ficaria um pouco assustada no lugar dele, além de ter sido falta de profissionalismo sua. Mas se vocês já têm um vínculo de confiança, suponho que não faça mal contar. Só não contaria antes disso.

f3215 No.854

File: 1635262743482.png (2,82 MB, 1080x1350) ImgOps / Google / Yandex

>>841
>Eu fiquei receosa de contar de cara por medo dele endoidecer e contatar minha empresa e eu ser demitida
Olha, é uma coisa sensata a se pensar mesmo, no entanto, se você contar só quando tiverem namorando vai parecer muito que você arquitetou tudo isso, mas você só gostou dele e foi atrás, trate como algo natural e conte sem dar muita importância. Caso ele não reaja bem (acho difícil), apenas diga que vai parar de falar com ele e pronto, não tem motivos para contatar sua empresa já que você não fez mal algum.

>>848
O que a foda? Tá tentando convencer a OPéia de que ela é maluca igual a você para se sentir melhor? Ela só pegou o contato do cara, acho que você está mais além, hein.

6eadb No.855

>>854
>implicando que eu esteja me projetando na OPéia
Eu provavelmente estou além mesmo. E eu não sou nadinha maluca. Não vou pedir respeito da sua parte. Não vou te desrespeitar. Existem pessoas que fazem tudo isso e muito mais, sem nem valorizar. Eu aprendi de forma penosa mesmo. Mas sou talentosa nisso. Você talvez seja até mais que eu. Na teoria existe explicações para o seu tipo.

Pois eu, não. Eu falo abertamente mesmo, porque existem dois tipos de pessoas que aprendem a teoria disso aqui:
>as que conseguem lidar
>e as que vão morrer sem saber lidar
Há coisas que eu poderia te explicar com toda a profundidade do mundo. Mas se você vai entender, ou ao menos aceitar, quem dirá conseguir aplicar… aí, é só com você mesma.

>>850
Minha mãe foi casada com um psicopata, anã. E ela foi apaixonadíssima nele, por mais de dez anos. Eu tive que aprender coisas que eu não gostava, pra eu mesma aprender a limitar ele, pra ele não destruir a minha vida. E ela depois desse episódio quis aprender também.

Nesse dia aí, ela estava em casa em paz, em casa. Tranquila. Ele chegou, brigou com ela sem nem ao menos, saiu agredindo ela verbalmente a ponto de ela querer sair de casa andando, e ele foi seguindo ela, andaram brigando por vários quarteirões, por fim ele bateu nela até ela ficar toda ensanguentada, na minha frente. Na hora que ela caiu, ele virou as costas e saiu andando, como se tivesse feito a coisa mais simples do mundo.

Naquele dia eu descobri que eu não nasci pra matar alguém. Mas eu descobri como fazer qualquer psicopata mesmo sem a devida retribuição, pagar por tudo. Eu gosto dos meus inimigos vivos e bem fodidos na vida. E por sorte minha mãe também teve o talento. Os detalhes eu não posso contar. Mas de graça, isso não ficou. E ele não foi o único que sofreu na minha mão, não.

Essas formas de lidar, não são coisas aleatórias, são ferramentas. Tem coisas que delegacia de mulher não resolve. Mas dá pra gente resolver sem ter grandes pesos legais depois.

Eu vejo feminista implorando por lei, eu tenho pena da ingenuidade. Comigo o buraco é mais embaixo.

75aab No.856

>>855
>Ele chegou, brigou com ela sem nem ao menos, saiu agredindo ela verbalmente a ponto de ela querer sair de casa andando, e ele foi seguindo ela, andaram brigando por vários quarteirões, por fim ele bateu nela até ela ficar toda ensanguentada, na minha frente. Na hora que ela caiu, ele virou as costas e saiu andando, como se tivesse feito a coisa mais simples do mundo.
Caralho. Senti duro.

f3215 No.858

File: 1635265046595.gif (170,02 KB, 872x632) ImgOps / Google / Yandex

>>855
Que teoria? O que você está querendo dizer? Eu não consigo entender, parece que você tem alguma síndrome de grandiosidade e perseguição. Mas isso pode ser muito bem justificado pela sua história e eu não quero te desrespeitar, apenas achei estranho, se você puder explicar melhor do que você está falando eu ficaria grata.

6eadb No.859

>>858
Não, anã. No meu primeiro post eu expliquei que se a OPéia quiser, eu posso postar em detalhes no /lit/ a respeito das teorias.

Eu não vou sair fazendo propaganda de tudo aqui só pra pagar de gostosa. E não vou falar demais pra quem não tem interesse real.

Já gastei tempo com várias pessoas IRL ensinando essas "coisas". Infelizmente maioria delas não deram conta e eu torci pra ver elas progredirem e infelizmente tive que assistir elas se auto-sabotando e se fodendo, simplesmente porque elas eram humanas demais pra foder quem estava desgraçando a vida delas.

É uma coisa sensível mesmo, anã. Não é papinho de ser especial, não. E são coisas cotidianas que eu, você e todo mundo pratica.

73b49 No.860

>>859
Não sou a OPéia, mas quero entender sobre o que a foda você está tagarelando sobre.

Eu também tive minha cota de pessoas sociopatas na família, e tive que lidar com isso desde muito jovem, como não me deixar levar pela lábia dele.

Marque o dia e estarei lá.

73b49 No.862

>>841
>Meu plano era não contar até o dado momento em que estivermos namorando/casados/velhinhos

Doida.

6eadb No.863

>>860
Sendo depois do dia 04/11, é só marcar a data e o horário.

Eu falo fácil, mas uma coisa é certa: não sou dona da verdade.

Agora vou almoçar, anã. Até mais. E pode falar que dia depois da data que eu falei que fica melhor pra você.

3081a No.864

>eu não tenho más intenções com ele
Se a intenção não é má, não há nada de controverso. Achei romântico isso que você fez, coisa de filme.

2ed99 No.866

>>838
Você é doente da cabeça. Espero que perca o emprego por ser uma stalker sem ética profissional.(A USUÁRIA TOMOU UM PUXÃO DE ORELHA POR ESSA POSTAGEM. )

feee2 No.867

>>863
Anã, não sou a OPéia, mas tenho interesse no seu conhecimento. Se você puder compartilhar comigo, ficarei grata!

d30ed No.870

>>848
Eu entendi oque você quis dizer, anã. Seria muito mais simples se pudéssemos conhecer nossos parceiros por um direto além da conversação não é? Eu compreendo perfeitamente oque você quis dizer. Quanto aos dados do querido, eu não tive acesso a muita coisa. Só nome, email e número pra contato, mas só utilizei do nome mesmo.
Sua história é chocante, um pouco parecida com a minha, mas o agressor não era psicopata, só era ruim mesmo. Esse tipo de coisa nos deixa mais forte se você souber lidar, é a única coisa de positivo que dá pra tirar disso tudo, mas é tragédia demais pra pessoas jovens (imagino que você era criança, como eu era) presenciar pra então "serem fortes de mente", eu teria preferido ser fraca do que ter de ter sentido a dor de estar vivo e o anseio real pela morte aos 8 anos tendo de presenciar tudo que vivi até aquela época (e mais). Eu gostaria de conhecer esses audiolivros do qual você falou, tenho um interesse tremendo na mente humana e como podemos controlar e entender elas, e os sentimentos também, afinal, estão interligados. Quando quiser marcar, estarei a disposição, mas provavelmente só aparecerei no início da manhã ou durante a noite, porque fora disso eu trabalho.

>>864
Também achei romântico, imagina se isso não se tornar motivo de risadas quando eu estiver deitada no peito dele numa tarde de domingo? Que fofo! Gosto de pensar a frente, sem ambições a vida não funciona, não é?

>>854
É como penso fazer mesmo. Contar como algo natural, talvez ouvindo de mim e com as minhas palavras e motivos de ter feito isso ele entenda e ache engraçado. Só gostei dele porque era meu terceiro dia atendendo e eu fiquei mais de 40 minutos em ligação com ele, e mesmo assim ele foi super paciente e muito gentil. Fiquei curiosa sobre o rosto dele e fui atrás, ainda parece tão ruim? Eu me senti bem acolhida pela paciência e educação dele porque estava com medo dele me xingar pela demora.



[Catálogo] [Voltar][Post a Reply]

Deletar Mensagem [ ]
[ homepage ] [ b ] [ frufru / lit / an / escoria / wired ] [ mod ] [ overboard ] [ regras / faq / banlist / histórico ]